Volta às aulas: escolas privadas retornam atividades essa semana e rede municipal teve início dia 19 de julho

Volta às aulas: escolas privadas retornam atividades essa semana e rede municipal teve início dia 19 de julho

As aulas da rede municipal de Educação retornaram no último dia 19. Mas na rede privada, as unidades escolares estão se preparando para a retomada das atividades do segundo semestre. 

No COC, por exemplo, que conta com cerca de 300 alunos, as atividades retornarão no dia 2 de agosto. A direção da escola prepara diversas atividades de acolhimento para os alunos, de acordo com os segmentos que estão matriculados. Uma das principais preocupações da unidade é quanto ao aspecto socioemocional dos alunos.

“Estamos sempre fazendo atividades para que possamos acolhe-los da melhor forma. Estamos passando por um momento muito interessante em que as crianças e os adolescentes precisam mesmo desse aconchego na vida escolar. São pequenas ações que fazemos diariamente para que elas se sintam realmente em casa. Não somente com os alunos, mas com toda nossa equipe de professores e funcionários”, disse a diretora da unidade Ellen Veroneze. 

Já o colégio Objetivo marcou o retorno às aulas para o dia 31 de julho. Professores e funcionários fizeram o planejamento escolar nesta semana e participaram de uma palestra de primeiros socorros com bombeiros civis de Araçatuba. A Lei 13.722 de outubro de 2018, conhecida como Lei Lucas, obriga as escolas públicas e privadas e espaços de recreação infantil a se prepararem para atendimentos de primeiros socorros. O colégio possui 262 alunos do 1° ano à 3° série do Ensino Médio.

No Sesi, as aulas retornam no dia 2 de agosto. A unidade atende alunos do 1° ano do ensino fundamental até o 3° ano do Ensino Médio.

RETORNO NA REDE MUNICIPAL

Já na rede municipal de ensino, cada escola adotou uma estratégia de volta às aulas com ações de acolhimento, confraternização e dinâmicas entre os alunos. 

Durante as férias, parte dos funcionários participaram de uma capacitação de primeiros socorros. Os vigias escolares também realizaram o curso, assim como os monitores escolares, que acompanham as crianças no transporte escolar, tanto urbano quanto rural. Todos os funcionários estão aptos a realizarem as primeiras intervenções feitas após uma criança sofrer algum acidente até que o socorre especializado chegue.

Outra formação realizada ao longo das férias foi com os vigias escolares juntamente com a Polícia Militar, por meio da atividade delegada.

Departamento de Educação realizou formação ao longo das férias dos vigias escolares juntamente com a Polícia Militar, por meio da atividade delegada. Foto: Divulgação

“Foi um momento de orientação e estratégia oferecido pela Polícia Militar na atuação dos vigias, em seus comportamentos, posturas e observações diárias. Foi uma troca de experiência e aprimoramento do serviço vigilante”, afirmou a diretora do departamento de Educação Josiane Franco. 

Segundo Josiane, o foco de sua gestão está sendo a capacitação dos professores e funcionários.

“Temos que ter uma melhor qualificação dos nossos servidores para que tenhamos melhores resultados. E essa formação deve passar por todos que atuam no ambiente escolar para que possamos acompanhar as mudanças do mundo contemporâneo como as novas tecnologias. Nos últimos 10 anos, por exemplo, as escolas pouco acompanharam essas mudanças tecnológicas. Por isso, precisamos investir na gestão de pessoas e é por meio das capacitações que vamos colher grandes resultados”, disse a diretora. Ao todo, a rede municipal de Educação de Mirandópolis possui cerca de 1.700 alunos nas quatro escolas do ensino fundamental e nas cinco unidades do ensino infantil.


                       
1713894865