Posso falar palavrão?

Posso falar palavrão?

Foto: Montagem Thiago Toledo

Estamos tratando durante as últimas semanas sobre alguns assuntos intrigantes, e vamos desmistificar algumas falácias que surgiram sobre esses assuntos, baseado na Palavra de Deus. Você já leu as 4 edições anteriores? Clique aqui e veja os textos anteriores.

Nosso quinto e último assunto dessa série é: posso falar palavrão? A palavra nos ensina: “A boca fala do que está cheio o coração.” –  Lucas 6.45. E isso nos dá uma bela direção sobre a resposta para a pergunta acima.

Palavrão, o que significa na linguagem popular: “palavra grosseira e/ou obscena”.

É sabido que o ‘palavrão’ não pertence ao linguajar dos filhos de Deus. A Bíblia diz: “Mas, agora, abandonem todas estas coisas: ira, indignação, maldade, maledicência e linguagem indecente no falar.” Colossenses 3:8, essa ordem se refere ao momento em que decidimos viver com Cristo, abandonando a velha criatura. Quem pratica o uso dos palavrões não encontrou com Cristo ainda, e não abandonou seu velho eu.

É NECESSÁRIO HAVER UMA TRANSFORMAÇÃO

Já leu essa Palavra: “Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” – Romanos 12:2.

Para que sejamos capazes de experimentar a vontade de Deus, temos que passar pela transformação! Por isso que, se a sua intenção é não fazer a vontade de Deus, a resposta para a pergunta acima é sim! Você pode falar palavrões.

“Mas eu digo que, no dia do juízo, os homens haverão de dar conta de toda palavra inútil que tiverem falado. Pois por suas palavras vocês serão absolvidos, e por suas palavras serão condenados”. – Mateus 12:36-37.

Mas se você é filho de Deus, irá preservar a tua língua, a fim de usá-la para glorificar ao Senhor, dando bom testemunho por onde passar: “Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus.” – Mateus 5:16.

A maneira como você vive, ou as palavras que saem da sua boca, declaram a quem você serve. Seja através do álcool, do cigarro, de uma ou várias tatuagens, das suas vestes e até da sua língua, o mundo espiritual é manifestado em você.

Já aprendemos aqui que, para ter uma vida com Deus, tem que haver dedicação, porém, para se ter uma vida com o ‘diabo’, é só fazer o oposto disso, ou seja, não se dedicar à Deus.

“Cada um, porém, é tentado pelo próprio mau desejo, sendo por este arrastado e seduzido. Então esse desejo, tendo concebido, dá à luz o pecado, e o pecado, após ser consumado, gera a morte.” – Tiago 1:14-15.

O ‘diabo’ não pede permissão para entrar na sua vida, na sua casa, na sua família ou trabalho, ele simplesmente lê os seus sinais. Ele entra pelas “brechas”, sabe? Bebidas, cigarro, ‘vaidade’, roupas sensuais e palavrões! Para quem está longe de Deus, essas coisas são comuns, porém fatais, mas quem escolhe Cristo, vive uma experiencia totalmente diferente: “Aquele que crê em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva.” – João 7.38.

ENTREGUE SUA VIDA Á CRISTO, E VIVA UMA VIDA ABUNDANTE ETERNAMENTE!


                       
1712956183